.: Ponta Negra: Problemas no paraíso // Sem posto policial há mais de um ano

DIÁRIO DE NATAL – 27/nov/2009
Foto: Fábio Cortez/DN/D.A Press

Assaltos assustam frequentadores da praia, que também se expõem a doenças por causa do esgoto na beira-mar

Viatura solitária patrulha orla mais concorrida da cidade, que não tem mais sequer um trailer fixo para o policiamento

Há mais de um ano, o trailer da Polícia Militar foi retirado da Avenida Erivan França. Membro da Companhia Independente de Turismo, o soldado PM Euzébio conta que não havia qualquer apoio para os policiais no local.

“Não tinha água, alimentação. Seria mesmo muito bom que fizessem uma base da PM aqui”. Ele lamentou a retirada das câmeras de vigilância que haviam na praia, um dos problemas apontados ao Diário.

Sobre outra denúncia, a do consumo de crack por crianças e adolescentes em plena orla, o soldado Euzébio reconheceu o problema. “Estou cansado de levar jovens para o abrigo, mas não demora e eles fogem de lá, voltando para a praia para consumir mais drogas. O pessoal dos abrigos diz que não podem obrigá-los a não pular o muro”.

Outro grave problema é a falta de uma torre de observação do Corpo de Bombeiros, retirada em agosto de 2008. Segundo Marcos Martins, sem salva vidas, já ocorreram duas mortes por afogamento no local. O presidente da Atipon diz que os Bombeiros possuem a estrutura para instalar o posto, mas falta a Semsur determinar o local onde isso deverá ocorrer. Outro exemplo foi o acidente com a bodyboarder Débora Nascimento, em abril, que teve um trauma na coluna cervical intensificado pelo socorro inadequado dado pelos banhistas.

Língua negra

Ainda nas proximidades do Morro do Careca, uma antiga escadaria que dá acesso à vila, bastante utilizada por quem lá mora sofre com a falta de cuidados. Um agravante é o sistema de esgoto que corre por baixo dela e que freqüentemente estoura, lançando um rio de dejetos escada abaixo, o mesmo esgoto que vai parar na praia sem nenhum tratamento.

Segundo o morador Itamar Dantas da Silva o problema existe há pelo menos oito anos. “Quando chove desce m… para todo lado. Isso é serviço mal feito. Depois dizem que a praia é poluída, mas ninguém se preocupa em consertar isso”. Os problemas continuam em outros pontos, onde a reportagem flagrou as chamada línguas negras, esgoto lançado na praia.

%d blogueiros gostam disto: