.: Carta do Conselho Comunitário de Ponta Negra: um equívoco atrás do outro!

O ofício transcrito abaixo foi distribuído pelo presidente do Conselho Comunitário de Ponta Negra, que “garante” estar representando a vontade dos moradores do bairro.
Cabe a cada um de nós refletir sobre se realmente esta direção quer o melhor para o bairro e para a cidade – eu tenho minhas dúvidas, ainda mais sabendo que em um bairro com mais de 35 mil habitantes o Conselho é administrado com o aval de 402 votos.

######

À
PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE DEFESA DO MEIO AMBIENTE
MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

Ref.: oficio 310/2010

O Conselho Comunitário de Ponta Negra, entidade fundada em 1987, que representa legitimamente a Comunidade Ponta Negra, por meio de eleições direitas com voto espontâneo dos moradores do Bairro de Ponta Negra, Natal/RN, vem à presença de Vossa Excelência, FAZER UM APELO DE INTERESSE E JUSTIÇA SOCIAL, para que sejam prioritariamente considerados os interesse e opinião dos moradores da região no caso das construções na Vila de Ponta Negra, em especial da polêmica criada por movimentos que se intitulam ambientalista, mas que não possuem representatividade e nada conhecem da difícil realidade da Comunidade de Ponta Negra.

A Comunidade Ponta Negra é FAVORÁVEL (???!!) a construção de prédios na Vila de Ponta Negra, erroneamente chamados de espigões, que tiveram autorização legal para iniciar sua construção e que podem proporcionar desenvolvimento sustentável a nossa região, por meio de empregos, renda, infra-estrutura, segurança, valorização etc. A Vila de Ponta Negra atualmente sofre com a falta de apoio dos Poderes Públicos, que não se preocupam com as péssimas condições em que vive a comunidade. Entendemos que as construções não causam qualquer impacto na paisagem do Morro do Careca e dunas associadas (?????!!), mas valorizam a região, contribuindo para uma nova alvorada de oportunidades para os moradores do loca, que necessitam de promoção social, trabalho digno, e, principalmente, que sejam respeitados os seus interesses e expectativas de um futuro mais digno

Certos que esta instituição, como fiscal da lei e dos interesses sociais, atenderá a nosso apelo, nos colocamos a disposição para apresentar detalhadamente o nosso pensamento e nossa real representatividade.

Natal-RN, 22 de fevereiro de 2010.

EMANOEL DAMASCENO DE MEDEIROS
PRESIDENTE ELEITO DO CONSELHO COMUNITÁRIO DE PONTA NEGRA

%d blogueiros gostam disto: