CMEIs param por atraso nos salários

Foto: Aldair Dantas
CMEI Wilma Dutra, no bairro de Mirassol, não teve aulas por falta de merendeiras para fazer o lanche
Alguns dos 57 Centros Municipais de Educação Infantil de Natal (CMEIs) estão paralisando suas atividades por falta de pagamento dos salários dos funcionários terceirizados. As 75 crianças que estudam no CMEI Wilma Dutra, em Mirassol, não tiveram aula ontem, por falta de merendeiras para fazer o lanche das crianças.
Os funcionários alegam que os os salários estão atrasados há quatro dias. Alguns funcionários não comparecem às unidades porque não receberam nem mesmo o vale transporte para se deslocar ao centro. No CMEI Haydee Monteiro de Melo, localizado em Ponta Negra, as atividades vão ser paralisadas, hoje, informou a direção da unidade à reportagem da TRIBUNA DO NORTE. O motivo também seria a falta de pagamento dos salários e o atraso no fornecimento de vale-transporte.
A demora para pagamento atinge os funcionários de apoio como porteiros, vigias, merendeiras, assistentes de secretaria, como também o atraso no fornecimento do vale-transporte dos professores, vinculados à Secretaria Municipal de Educação.
No CMEI Wilma Dutra, o único funcionário que estava trabalhando ontem, era o vigia Lenildo Monteiro da Silva, que está com o pagamento do salário atrasado, mas recebeu o vale-transporte no dia primeiro de agosto. “Não sei o porquê de ter recebido meu vale-transporte, pois todos os meus colegas não receberam ainda, mas estou vindo trabalhar para guardar os objetos do prédio e atender às ligações”.
No momento em que a reportagem da TRIBUNA DO NORTE esteve no local, a mãe de um aluno telefonou perguntando se haveria aula no dia seguinte, mas o vigia solicitou que ela ligasse pela manhã para confirmar se haveria ou não.
Esta unidade atende 75 crianças de 2 a 5 anos de idade, na qual trabalham, três funcionários da limpeza, quatro vigias, duas merendeiras e nove professoras.
No CMEI Haydee Monteiro de Melo, cerca de cem alunos também vão ficar sem atividades, a partir de hoje, no bairro Ponta Negra, zona Sul da capital. A direção do centro confirma que há alguns dias servidores e terceirizados mantinham as atividades, com recursos próprios, arcando sozinhos com as despesas de deslocamento. Neste Centro, os educadores e prestadores de serviços estão sem receber os vales-transportes. No caso dos funcionários das empresas prestadoras de serviços, a direção também confirmou o atraso no pagamento do salário. Sem alternativa, a administração da unidade resolveu suspender as aulas e comunicou aos pais dos alunos, além de enviar ofício à Secretaria de Educação, com as devidas justificativas da paralisação.
A assessoria de comunicação da Prefeitura do Natal informou que não há atraso no pagamento dos salários, pois os contratos desses funcionários estabelecem pagamento até o dia 10 de cada mês. A assessoria informou que o pagamento será efetuado hoje, 10. Sobre o vale-transporte, a assessoria informou que a situação será regularizada esta semana, o processo de pagamento se encontra na secretaria de Administração e tem previsão de ser concluído até a próxima sexta-feira.
%d blogueiros gostam disto: